Últimas Notícias

Bellucci ganha segundo convite para chave principal do Rio Open


 
O tênis brasileiro ganha o importante reforço de Thomaz Bellucci na chave principal do Rio Open, que ocorre de 19 a 25 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro. Nesta quinta-feira, o paulista de 30 anos foi contemplado pela organização do evento com o segundo convite para a chave principal.

 

Bellucci irá se unir ao primeiro convidado, o também Rogério Dutra Silva, e ao seleto trio top 10, formado pelo croata Marin Cilic, o austríaco Dominic Thiem e o espanhol Pablo Carreño Busta. Outro nome de peso na competição é o do francês Gael Monfils. Nas duplas, Marcelo Melo, número um do mundo, e Bruno Soares já estão confirmados.

 

Por coincidência, o brasileiro recebe esta boa notícia justamente no dia em que termina sua suspensão de cinco meses pela ingestão não intencional de um multivitamínico com contaminação cruzada. Nesta primeira semana de fevereiro, o paulista retornará ao circuito profissional na gira sul-americana. Antes do Rio Open, o tenista, que atualmente ocupa a 107ª posição no ranking mundial, joga os ATPs 250 de Quito e Buenos Aires.

 

“É um torneio importante para mim. Ganhar um convite é muito bom. Não vou precisar passar o quali. Jogar um ATP 500 com o ranking que eu estou é uma chance enorme e preciso aproveitar da melhor maneira possível, tentando avançar na chave e conseguindo um bom resultado. Vou jogar dois torneios antes e espero chegar com ritmo no Rio. Só tenho a agradecer ao Rio Open e ao Lui Carvalho. É um voto de confiança pelo meu retrospecto no torneio e representando o tênis no Brasil,” afirmou Bellucci.

 

“Foi uma decisão difícil mas pesou a história do Thomaz Bellucci e tudo o que ele representa para o tênis nacional. Depois do Guga é o tenista com melhor ranking de simples e o jogador que por mais tempo permaneceu na posição de número 1 do País. Ele está voltando de suspensão e tenho certeza que vai fazer de tudo pra aproveitar essa chance e a dar a volta por cima”, explicou diretor do Rio Open, Luiz Carvalho.

 

A oportunidade de jogar no saibro gera expectativa para boas campanhas de Bellucci, quadrifinalista em 2014 do Rio Open. Nesta superfície, o tenista alcançou 9 das 10 finais disputadas em ATPs, entre simples e duplas, totalizando 4 títulos em simples: Genebra (2015), Gstaad (2012/09), Santiago (2010), além da inédita conquista nas duplas em Stuttgart (2013). Há sete anos, o canhoto também fez história na terra batida do Masters 1000 de Madri após eliminar o britânico Andy Murray e o checo Tomas Berdych, na época ambos eram top 10. A famosa campanha no saibro espanhol se encerrou somente nas semifinais, contra o sérvio Novak Djokovic.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.